Corpo de delito não detecta lesão em partes íntimas de Najila

Foto: Reprodução/SBT

O procedimento padrão em casos de estupros, foi realizado na modelo Najila Trindade, depois de registrar um boletim de ocorrência por violência sexual contra o jogador Neymar Jr, na última sexta (31). O resultado do corpo de delito afirma que não ocorreu lesões na genitália da suposta vítima.

O único ferimento que o exame detectou, foi no dedo de Najila, momento que aparece no vídeo quando a modelo agrediu Neymar.

Em entrevista que aconteceu na Delegacia de Defesa da Mulher, o advogado de Najila, ficou quieto sobre o assunto e disse não ter tido conhecimento sobre o resultado do laudo.

O resultado do corpo de delito não bate com o laudo emitido por um médico gastrologista, durante avaliação particular da modelo, no Hospital Albert Einsten. Na avaliação feita por ele, seis dias depois da acusação, diz que Najila sofreu lesões nas coxas e nádegas.

O médico particular prestou depoimento na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher e, segundo o mesmo, o laudo detectou os ferimentos. O gastrologista afirmou que as fotos em questão, não foram tiradas por ele.

O advogado de defesa Garcia de Andrade, alega que além das lesões físicas, Najila ficou com traumas, dificuldade para dormir, perdeu peso, chora bastante e está tomando remédios ansiolíticos (remédios para tensão e ansiedade).

 

O post Corpo de delito não detecta lesão em partes íntimas de Najila apareceu primeiro em Bahia Política.