‘A gente faz a política do toma lá da cá mesmo’, afirma presidente da Câmara de Feira

Foto: Reprodução

O vereador José Carneiro (PSDB), presidente da Câmara de Feira de Santana, afirmou que a bancada do prefeito Colbert Martins Filho (MDB) é adepta da “política do toma lá da cá”.

“Aqui ninguém é criança. Nós fazemos parte de uma política do toma lá da cá mesmo. Uma política onde todos que são aliados vão buscar defender aliados. Aqui não é diferente. Sou aliado, não sou alienado. Defendo, sim, algumas ideias, algumas questões. Agora, eu não posso fazer parte de um grupo e ficar todo dia lá questionando, procurando celeuma para denegrir a imagem do grupo que faço parte”, disse o chefe do Legislativo feirense durante entrevista à Rádio Transamérica, no programa Transnotícias, nesta quinta-feira (8).

Na Câmara, a base do prefeito é composta por 18 vereadores: José Carneiro, Cadmiel Pereira (PSC), Carlito do Peixe (DEM), Cintia Machado (PRB), Edvaldo Lima (PP), Eremita Mota (PSDB), Fabiano da Van (PPS), Gerusa Sampaio (DEM), Gilmar Amorim (PSDC), Isaías de Diogo (PSC), João Bililiu (PPS), Luiz da Feira (PPL), Lulinha (DEM), Marcos Lima (Patriota), Neinha (PTB), Robeci da Silva Lima (PHS), Ron (PTC) e Zé Curuca (DEM). Somente três fazem oposição à atual gestão: Roberto Tourinho (PV), Zé Filé (PROS) e Alberto Nery (PT).

Ainda durante entrevista, Carneiro também disse que a postura dos vereadores que apoiam o gestor municipal se repete na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), na Câmara dos Deputados e no Senado. “É verdade que na Câmara Municipal os vereadores de situação não fiscalizam como deveriam o Executivo. Mas, é verdade também que, na Assembleia Legislativa da Bahia, os deputados não fiscalizam o governador Rui Costa. Da mesma forma, o Congresso Nacional não fiscaliza o presidente Bolsonaro, que não fiscalizou Lula e Dilma. Prova disso é que vocês viram o desmando que Dilma e Lula deixaram nesse país”.

O post ‘A gente faz a política do toma lá da cá mesmo’, afirma presidente da Câmara de Feira apareceu primeiro em Bahia Política.