Seca e estiagem deixa quase 200 cidades em estado de emergência na Bahia; 4,3 mi de baianos são afetados

Foto: Reprodução

O Estado da Bahia reconheceu nesta quinta-feira (5), decretos de estado de emergência em cinco cidades baianas por conta da estiagem. Novo Horizonte, na Chapada Diamantina, é a cidade com maior percentual de população afetada. São 86,7% dos moradores (10,6 mil dos 12,3 mil habitantes),segundo última estimativa do IBGE divulgada em agosto passado. Os dados são enviados pelas prefeituras à Defesa Civil do Estado.

Aracatu, no sudoeste, é a segunda, com percentual que chega a 76,8% de afetados (9,6 mil dos 13,1 mil moradores). Logo após aparece Macururé, no norte baiano, com prejuízos a 74,7% (5,8 mil dos 7,8 moradores). Presidente Jânio Quadros, no sudoeste, vem em quarto com 73% de afetados (9 mil dos 12,4 mil moradores) e por fim, Andorinha, no Piemonte Norte do Itapicuru, que tem 69% de moradores prejudicados (10 mil dos 14,5 mil habitantes).

Com os decretos de emergência, os municípios podem fazer contratações sem licitações e pedir apoio de carros-pipa. Atualmente, 197 municípios baianos tiveram a situação de emergência decretada. Com isso, 4.356.613 baianos (29,2%) são afetadas pela estiagem ou seca.

O post Seca e estiagem deixa quase 200 cidades em estado de emergência na Bahia; 4,3 mi de baianos são afetados apareceu primeiro em Bahia Política.