Léo Pinheiro diz que OAS assumiu obra deficitária na Bolívia para ‘agradar’ Lula

Foto: Reprodução (TV Globo)

O ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, mencionou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como intermediador de negócios da empresa com governos na Costa Rica e no Chile. O empresário afirmou que a construtora assumiu uma obra na Bolívia para agradar ao petista. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo Léo Pinheiro, Lula quando presidente, queria evitar um estremecimento nas relações do Brasil com o governo de Evo Morales.

A obra dita pelo empresário é a construção de uma estrada que liga as cidades de Potosí e Tarija, iniciada pela Queiroz Galvão em 2003. A Queiroz, porém, se envolveu em uma disputa com o governo de Evo, que cobrava a reparação de fissuras em pistas recém-construídas, e teve contrato rompido em 2007 – dando a OAS continuidade ao serviço.

O post Léo Pinheiro diz que OAS assumiu obra deficitária na Bolívia para ‘agradar’ Lula apareceu primeiro em Bahia Política.