Flordelis – Polícia encontra ‘contradições’ em depoimento após reconstituição

Foto: Domingos Peixoto (Agência O Globo)

Os nove disparos, feito por um policial em direção à um latão de alumínio recheado de areia, às 3h 40 da manhã deste domingo foi o último passo da reconstituição da morte de pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelis. Os tiros, por coincidência, foram disparados no mesmo horário do crime. Segundo Bárbara Lomba, delegada titular da Divisão de Homicídios de São Gonçalo e Niterói, a reconstituição foi importante para encontrar contradições em depoimentos já prestados pelas testemunhas:

“Houve algumas contradições que continuam nos indicando o caminho que havíamos conseguido nas investigações. Ajudou porque na hora de reproduzir, as pessoas as vezes não sustentam o que foi falado em outro ambiente”, disse a delegada.

Lucas dos Santos e Flávio dos Santos, apontados pela polícia como autores do crime, não participaram da reconstituição. Os dois chegaram à casa de Flordelis em momentos diferentes da reconstituição. Lucas chegou por volta das 22h, e, apesar de ter sinalizado em um primeiro momento que participaria da simulação, voltou atrás e não cooperou com os policiais.

O post Flordelis – Polícia encontra ‘contradições’ em depoimento após reconstituição apareceu primeiro em Bahia Política.